Internacional

OMS associa aumento de casos de covid-19 aos grandes eventos desportivos

"Temos todos visto as imagens das zonas dos fãs, as pessoas a celebrar nas ruas, fora dos estádios. E isto é um risco massivo", sublinhou a responsável técnica da OMS para a pandemia. 


A Organização Mundial da Saúde (OMS) apontou, esta segunda-feira, os grandes eventos desportivos, como o Euro’2020, a Copa América de futebol ou torneio de ténis de Wimbledon, como uma razão para o aumento de casos de covid-19 à escala global.

"Temos todos visto as imagens das zonas dos fãs, as pessoas a celebrar nas ruas, fora dos estádios. E isto é um risco massivo", sublinhou a responsável técnica da OMS para a pandemia, Maria Van Kerkhove, num evento online nas redes sociais.

Não obstante, o diretor de emergências sanitárias da OMS, Mike Ryan, tal como a responsável, destacou que o problema está nos encontros paralelos às grandes provas desportivas, e não nos eventos oficiais.

"O problema que temos visto nas últimas semanas em muitas partes do mundo não está diretamente associada ao acontecimento, mas sim com o que se passa depois do mesmo", realçou Mike Ryan.

De notar que Portugal é o segundo país da União Europeia (UE) (e o vigésimo no mundo) que registou mais novos casos de covid-19 diários por 100 mil habitantes na última semana.

Segundo o site estatístico Our World in Data, apenas o Chipre supera a média do nosso país, ao ter 520 novos casos, enquanto Portugal tem 203 casos por 100 mil habitantes.

Quanto aos restantes países neste indicador segue-se Espanha (157), Luxemburgo (98), Irlanda (88), Grécia (69) e Dinamarca (58).