Sociedade

Infarmed levanta suspensão de lote de vacinas da Janssen

Análises determinaram que fármaco em causa estava “em conformidadade”. Modalidade Casa Aberta, entretanto também suspensa, deverá ser retomada em breve.


O Infarmed informou, esta quinta-feira, que as análises ao lote das vacinas da Johnson & Johnson associados a episódios de desmaio em Mafra estão “em conformidade”, assim como todos os restantes lotes em distribuição, decidindo-se assim pelo levantamento da suspensão da utlização do mesmo.

"Foram realizados ensaios relativos às características físico químicas da vacina, que comprovam a conformidade de todos os lotes que se encontram no circuito de distribuição, de acordo com as especificações aprovadas em sede de avaliação pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA)", lê-se no comunicado do Infarmed.

"Na sequência das investigações realizadas por esta Autoridade, informa-se que para o lote XE393 é revogada a decisão de suspensão de utilização do mesmo, podendo neste sentido ser utilizado pelos Centros de Vacinação, tendo em conta o previsto no Resumo das Características do Medicamento desta vacina, relativamente às suas condições de conservação, uma vez que não foi detetado qualquer defeito de qualidade com o mesmo".

Recorde-se que a investigação surgiu na sequência de várias pessoas terem tido episódios de desmaio, a que o Infarmed chamou de sincope, depois de terem sido vacinadas com o fármaco da Janssen em Mafra.

Na sequência da investigação do Infarmed, a task force da vacinação em anunciou que a modalidade casa aberta estava suspensa devido à redução da disponibilidade de vacinas, na sequência da interrupção de um lote da marca Janssen. Mas agora que a qualidade do lote em causa foi atestada, a inoculação sem necessidade de agendamento prévio, disponível para as faixas etárias acima dos 40 anos, deverá ser retomada em breve.