Vida

DaBaby pede desculpa por "comentários desinformados" sobre o vírus da SIDA

DaBaby tem sido duramente criticado por várias personalidades do meio artístico – incluindo Madonna, Dua Lipa e John Lennon – e foi afastado de vários festivais nos Estados Unidos por ter espalhado desinformações acerca do vírus HIV e fazer comentários insultuosos sobre as mulheres.


O rapper Jonathan Lyndale Kirk, conhecido como DaBaby, pediu, na segunda-feira, desculpas à comunidade LGTBQ+ pelos comentários racistas que teceu durante a sua atuação no festival Rolling Loud Miami.

Recorde-se que DaBaby tem sido duramente criticado por várias personalidades do meio artístico – incluindo Madonna, Dua Lipa e John Lennon – e foi afastado de vários festivais nos Estados Unidos por ter espalhado desinformações acerca do vírus HIV e fazer comentários insultuosos sobre as mulheres.

Num comunicado, publicado no Instagram, o rapper admitiu ter tecido "comentários desinformados sobre o HIV/Sida" e que "a educação é importante".

"As redes sociais movem-se muito depressa; as pessoas querem destruir-te antes que tenhas oportunidade de crescer a aprender com os teus erros", começou por dizer. "Enquanto alguém que teve de lutar vindo de circunstâncias adversas, ter pessoas que conheço a conspirar contra mim - sabendo que o que eu precisava era de educação - foi desafiante".

"Obrigado a todos os que me responderam com amabilidade, que falaram comigo em privado para me transmitir sabedoria, educação, e recursos. Era disso que precisava, e foi isso que recebi", acrescentou.

No final da nota, o artista aproveita para pedir “desculpa à comunidade LGBTQ+” pelos “comentários maldosos e dolorosos” que fez. “Novamente, peço desculpa pelos comentários sobre o HIV/SIDA. Eu sei que a educação é importante”, concluiu.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by LONG LIVE G (@dababy)