Economia

TAP. Despedimento coletivo reduzido para 82 trabalhadores

Número foi confirmado ao Nascer do SOL por fonte oficial da TAP.


O despedimento coletivo na TAP vai abranger 82 trabalhadores – valor abaixo dos 124 previstos – após a adesão às medidas de rescisão voluntária.

A notícia, avançada pelo Jornal de Negócios, foi confirmada ao i por fonte oficial da TAP. Recorde-se que a companhia aérea deu início, no final do mês passado, a um processo de despedimento coletivo de 124 trabalhadores, que abrange 35 pilotos, 28 tripulantes de cabina, 38 trabalhadores da manutenção e engenharia e 23 funcionários da sede mas o número diminuiu na sequência da adesão dos restantes 42 colaboradores às medidas de rescisão voluntária.

Ainda na semana passada o Sindicato dos Técnicos de Manutenção de Aeronaves (Sitema) avançou com uma providência cautelar que tem como principal objetivo a suspensão de despedimento coletivo dos associados deste sindicato.

O sindicato diz que a inclusão de Técnicos de Manutenção de Aeronaves (TMA), associados deste sindicato, no despedimento coletivo decidido pela companhia aérea “viola o Acordo Temporário de Emergência celebrado entre ambas as partes a 6 de fevereiro de 2021” e defende ainda que a “violação de tal acordo torna ilícito o despedimento de que foram alvo os associados deste sindicato”.