Desporto

Atleta agradece a voluntária que lhe pagou táxi para chegar à final que lhe deu o ouro no Jogos de Tóquio

Se não fosse a voluntária, o jamaicano teria falhado a prova.


Hansle Parchment, que venceu a final dos 110 metros barreiras nos Jogos Olímpicos de Tóquio, esteve prestes a falhar a prova que lhe valeu a medalha de ouro. Contudo, graças a uma voluntária, marcou presença na corrida e sagrou-se campeão olímpico.

Foi através de um vídeo partilhado no Instagram que o atleta jamaicano explicou o sucedido. Parchment tinha de apanhar um autocarro até ao estádio olímpico, mas acabou por entrar no autocarro errado, dirigindo-se para o local das competições de remo. Sem tempo para apanhar o autocarro certo, Tianna, uma voluntária nos Jogos, acabou por lhe pagar uma viagem de táxi até ao Estádio Olímpico.

“Encontrei a voluntária e tive que implorar, porque obviamente ela não tinha permissão para fazer muito. Ela deu-me algum dinheiro para apanhar um táxi (…) E foi assim que consegui chegar à pista de aquecimento do estádio, com tempo suficiente para aquecer e competir. Foi simplesmente fantástico”, contou.

O atleta fez questão de rever a voluntária para lhe agradecer o seu gesto.

“Você foi fundamental para eu chegar à final naquele dia”, disse Parchment a Tianna, mostrando-lhe a medalha de ouro e surpreendo-a.

O jamaicano devolveu o dinheiro à voluntária e ofereceu-lhe uma camisola da Jamaica.