Vida

Camila Cabello fala sobre efeitos positivos do confinamento na sua saúde mental

Cantora estava com um esgotamento antes do início da pandemia.


Camila Cabello confessou que o confinamento geral, imposto pela pandemia de covid-19, a ajudou a melhorar a sua saúde mental, numa altura em que estava com um esgotamento.

“Antes do confinamento estava com um esgotamento. Vivia com uma enorme ansiedade. Era demais e não era sustentável. Sentia como se estivesse a correr com uma perna partida, mas não estava a ouvir o meu corpo”, começou por dizer a cantora, de 24 anos, em entrevista ao Page Six.

“Dizia para mim mesma que estava bem, que 'devia sentir-me bem'. O que precisava de ter dito era: 'como é que eu realmente me sinto?'. E permitir-me a isso. Devia ter-me permitido a pedir ajuda - porque precisava. Precisava de terapia”, recordou.

A artista considera que a terapia foi a pausa que necessitava ao fim de anos de trabalho.

“A pandemia deu-me uma pausa para dizer: 'não vamos correr mais com esta perna partida, vamos curá-la'”, destacou.

“No último ano encontrei um novo terapeuta, fiz grandes progressos e sinto-me muito melhor. Tenho vindo a trabalhar num ritmo tão intenso desde os 15 anos, que nunca tive a oportunidade de [perguntar] 'como é que é viver sem esta pressão?'. Senti-me como nunca nesta pausa”, rematou.

Sublinhe-se que antes de se estrear como cantora a solo, Camila Cabello integrou o grupo Fifth Harmony entre 2012 e 2016.