Sociedade

Internamentos por covid-19 continuam em queda

Há menos doentes nos hospitais portugueses devido à covid-19 - o número de internados está em queda há três dias. Também os casos ativos desceram e atingiram valores do final de junho. 


Portugal registou, nas últimas 24 horas, 885 novos casos de covid-19 e cinco óbitos associados à doença, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), divulgado esta quinta-feira. No total, desde o início da pandemia, Portugal já diagnosticou 1.064.876 casos de infeção, dos quais há a lamentar 17.938 vítimas mortais.

À semelhança dos últimos dias, a maior parte dos novos casos foram registados em Lisboa e Vale do Tejo: 330 do total de 885 Segue-se o Norte, onde foram diagnosticadas mais 258 infeções, o Centro com 140, o Algarve com 103 e o Alentejo com 44. No arquipélago da Madeira há mais oito infetados e no dos Açores mais dois.

Duas das cinco mortes associadas à doença ocorreram em Lisboa e Vale do Tejo, duas no Centro e uma no Norte.

O número de internados desceu pelo terceiro dia consecutivo e há agora 412 pessoas com covid-19 internadas nos hospitais portugueses, menos 14 do que ontem. Destas, 75, menos três do que no último balanço, estão em Unidades de Cuidados Intensivos.

Por outro lado, mais 983 pessoas recuperaram da doença, elevando para 1.014.772 o total de recuperados desde o início da pandemia.

Há agora 32.166 casos ativos no país, menos 103 do que ontem – O número de casos ativos não era tão baixo desde o dia 28 de junho. As autoridades de saúde têm 28.235 contactos sob vigilância.

Recorde-se que os valores da incidência e do rácio de transmissibilidade (RT) foram atualizados ontem e mostram que o país continua a caminho do regresso à zona verde da matriz de risco. Portugal tem uma incidência de 137,4 casos de infeção por 10 mil habitantes nos últimos 14 dias e quando considerado apenas o território continental a incidência é de 140,1. Já o RT não sofreu qualquer alteração - é de 0,82 a nível nacional e, quando analisado apenas o continente, é de 0,81.

Consulte aqui o boletim na íntegra.