Opiniao

Elogios a Sampaio


Dei por mim a pensar que, como frisava um comentador de um diário, e apesar de Gide dizer cheio de razão não valer a pena escrever ou dizer o que já está escrito ou dito, que talvez valha a pena insistir desta vez num assunto: os elogios feitos a Sampaio (sobre ele ser um ‘homem bom’ e cordato, cheio de bondades) não deviam ser elogios a ele, mas a maneira de ser de nós todos, sobretudo a dos políticos que elegemos.

Mal vão os tempos e as situações quando assim não é, como parecem ser os actuais, em que Jorge Sampaio poderia ser muito boa pessoa, mas mereceria certamente, ele e nós, outros elogios.

E os tais que lhe fizeram deveriam referir-se a todos, sobretudo a políticos eleitos. Como situações normais, e não como elogios. Mal vão as coisas quando são necessários estes elogios, abrangendo todo o espectro político, seguramente menos bom e menos cordato.