Economia

Hotel Meliá no Palacete dos Condes vai ter 96 quartos e começa a ganhar vida em 2022

Futuro Meliá de São João da Madeira deverá ser inaugurado em 2023.


O Grupo Hoti Hotéis, que assinou um contrato de concessão, no âmbito do programa REVIVE, para a reabilitação e exploração turística do Palacete dos Condes Dias Garcia, em São João da Madeira, num investimento que ascende aos 7 milhões de euros, já entregou o projeto de arquitetura na Câmara Municipal de São João da Madeira.

Sublinhe-se que o Palacete dos Condes Dias Garcias, construído na viragem do século XIX para o século XX e propriedade da Câmara Municipal desde setembro de 1964, irá ganhar nova vida como unidade hoteleira de quatro estrelas superior, pelas mãos da Hoti Hotéis, que ganhou o contrato de concessão, no âmbito do programa REVIVE, no primeiro trimestre de 2020.

De realçar que o programa REVIVE, promovido pelo Turismo de Portugal, aposta na recuperação de imóveis públicos de elevado valor patrimonial que não estão a ser usufruídos pelas comunidades e pelos seus visitantes, através da realização de investimentos privados que os tornem aptos para afetação a uma atividade económica lucrativa, preservando-se os valores arquitetónicos, culturais, sociais e ambientais relevantes do património edificado. 

O projeto de exploração já está na última fase de aprovação, uma vez que o Hoti Hotéis entregou agora o projeto de arquitetura à autarquia para a construção do futuro Meliá. O contrato de exploração tem a duração de 50 anos. 

Numa nota a que o Nascer do SOL teve acesso, o grupo revela que o hotel contará com “96 quartos, para além de restaurante, bar, salas de reuniões, SPA, piscina exterior e uma grande área verde na envolvente, o que posicionará o empreendimento como uma das unidades hoteleiras de referência da região”.

A construção do futuro Mélia de São João da Madeira terá início em 2022, com previsão de inauguração em 2023.

O projeto de arquitetura é da autoria do galardoado arquiteto Hugo Correia.