Vida

Ex-namorada de Hugh Hefner diz que mansão da Playboy está assombrada

Bridget Marquardt, que viveu na mansão entre 2002 e 2009, afirma que há “histórias de fantasmas com várias décadas” naquela habitação e que uma vez viu “uma mulher” no seu roupeiro.


Bridget Marquardt, uma das namoradas do fundador da Playboy, Hugh Hefner, afirmou que a famosa mansão onde habitavam as ‘coelhinhas’, na Califórnia, está assombrada.

De sublinhar que a ‘Mansão da Playboy’ foi a casa de Hugh Hefner desde 1974 até à data da sua morte, em 2017. Entre 2005 e 2009 foi ali gravado o reality show ‘The Girls Next Door’, que seguia a vida das namoradas do fundador da Playboy, incluindo a de Bridget.

“[Há] Histórias sobre fantasmas com décadas sobre aquela mansão”, revelou Bridget, que manteve uma relação com o empresário entre 2002 e 2009, no podcast sobre atividades paranormais ‘Dark Hour’. “Vi uma mulher”, acrescentou.

Agora com 48 anos, Bridget recorda que viu a “mulher” perto do seu roupeiro numa noite onde estava “a descontrair” com a irmã e a melhor amiga.

“A minha irmã, eu e a minha amiga Stacy, estávamos sentadas na minha cama”, afirmou. “Estávamos a falar, a beber um copo de vinho, e a televisão estava ligada. De repente, no canto dos nossos olhos, vimos uma mulher no nosso roupeiro”.

“Claro que quando me virei para a ver diretamente, ela desapareceu”, lamentou.

Apesar de a ter visto pelo “canto do olho”, a ‘coelhinha’ da Playboy conseguiu fixar a aparência da tal mulher.

“Ela tinha um cabelo longo e oleoso preto, e era muito pálida e magra”, recorda. “E estava a usar uma camisola branca que era demasiado grande para ela e umas calças de ganga deslavadas. Ela estava ali a observar-me”, continuou.

 A mulher vai mais longe e diz ainda que reconheceu o fantasma. Segundo a própria, trata-se de uma mulher que fora secretária na mansão e que morreu de cancro, antes de Bridget se mudar para lá. “Tenho a certeza que era ela. Acho que queria ver a nova adição da mansão”.