Internacional

Desaparecido há uma semana, o jovem Iñaki Bascaran foi encontrado morto num rio de Chicago

O rapaz de 23 anos foi visto pela última vez na noite de 30 de outubro após ter saído do bar Celeste.

 

DR  


Um jovem de Wrigleyville, em Chicago, no estado norte-americano dos EUA, foi encontrado morto num rio após ter estado desaparecido durante uma semana. Iñaki Bascaran, de 23 anos, foi visto pela última vez quando saiu com os amigos na noite de 30 de outubro, indo ao bar Celeste, mas nunca mais entrou em contacto com eles nem com a família. Oficiais da Unidade da Marinha da Polícia de Chicago encontraram o corpo do rapaz no rio Chicago, perto do bloco 1000 da South Wells Street no South Loop, confirmou o porta-voz da polícia Alex Aguas. Bascaran não respondeu aos estímulos e foi declarado morto, avançou Aguas, não adiantando qualquer outro detalhe.

No decorrer da semana passada, os pais e amigos organizaram-se para encontrá-lo, procurando por sinais dele perto do bar e partilhando publicamente mais pormenores sobre a linha temporal antes e depois do desaparecimento. Nos últimos dias, centenas de pessoas dirigiram-se ao apartamento do licenciado em Economia, pela Universidade do Illinois, juntando-se para uma vígilia em que oraram pelo seu regresso em segurança.

Contudo, no site criado para ajudar a recolher dicas sobre a eventual localização de Bascaran, é possível ler uma mensagem veiculada na sexta-feira: “O corpo de Iñaki foi recuperado do rio Chicago. Obrigado àqueles que nos ajudaram. Forneceremos detalhes do funeral em breve". “Embora ainda haja muitas coisas desconhecidas neste momento, a família e os amigos de Iñaki estão certos de uma coisa: são eternamente gratos pelo amor e apoio de cada pessoa que se envolveu neste caso”, escreveu, em comunicado enviado aos órgãos de informação norte-americanos, um detetive privado contratado pela família do rapaz que trabalhava, segundo o pai, numa empresa de comunicação.

É de realçar que os amigos de Bascaran viram-no, pela última vez, por volta das 23h40. O pai deste declarou a repórteres, no início da semana passada, que o filho lhe havia enviado várias mensagens explicando que estava a tentar entrar no bar sem sucesso. Assim, terá feito uma videochamada com um amigo que não estava naquele estabelecimento de diversão noturna aproximadamente às 12h04, contando que regressaria ao seu apartamento. Depois deste contacto, as chamadas e mensagens de texto feitas/enviadas desde a manhã de domingo ficaram sem resposta. Sabe-se que o jovem viajou de Uber até ao bar e não foi registada nenhuma cobrança nos seus cartões de débito e crédito.