Desporto

Kheira Hamraoui pede privacidade após "ataque violento"

No início do mês, a futebolista foi alvo de uma violenta agressão nas pernas. 


A jogadora do Paris Saint-Germain Kheira Hamraoui, que foi recentemente alvo de uma violenta agressão, quebrou, esta terça-feira, o silêncio sobre o sucedido para pedir respeito pela sua vida privada.

A mensagem da futebolista foi transmitida através de um comunicado enviado à imprensa pelo seu advogado, Said Harir.

"[Kheira Hamraoui] pede que sua privacidade seja respeitada, bem como a sua escolha de permanecer em silêncio. Deposita toda a sua confiança nos investigadores, que devem conduzir as suas investigações com calma para que possa identificar os culpados o mais rapidamente possível", lê-se na nota, que se refere ainda à agressão levada a cabo por dois homens no passado dia 4 de novembro como um “ataque violento”, que sugeriu “um desejo indisfarçável de prejudicar a sua carreira profissional”, que causou “danos físicos e psicológicos significativos” em Hamraoui.

Recorde-se que o caso foi conhecido na semana passada, logo após a detenção de Aminata Diallo, colega de equipa de Hamraoui, que foi considerada suspeita de estar na origem do ataque. Entretanto, Diallo foi libertada e ilibada.

Deste então, o caso tem vindo a ganhar novos contornos e Eric Abidail, ex-namorado da jogadora, vai agora ser ouvido em tribunal. De acordo com o jornal Le Monde, o antigo internacional francês pode ter orquestrado a situação, devido a uma alegada vingança pessoal contra Hamraoui, com quem manteve uma relação entre 2018 e 2020.