Internacional

Casamento entre pessoas do mesmo género permitido na Suíça a partir de 1 de julho

Referendo passou a 26 de setembro com esmagadora maioria.


O governo suíço anunciou esta quarta-feira que, a partir de dia 1 de julho do próximo ano, o casamento entre pessoas do mesmo género vai passar a ser legal no país, dando assim resposta ao apoio que os eleitores expressaram num referendo.

O Conselho Federal informou ainda que, a partir de dia 1 de janeiro, a Suíça vai passar a reconhecer os casamentos homossexuais que tenham tido lugar noutros países, em vez de os tratar como uma simples união de facto.

Ao definir uma data em concreto para a entrada em vigor da lei "Casamento para Todos", o conselho refere que as uniões de facto não vão continuar a ser possíveis a partir de 1 de julho. Os casais que estejam neste momento em união de facto, autorizada no país em 2007, poderão mantê-la sem ter de casar.

Recrde-se de que a Suíça era dos poucos países da Europa Ocidental em que o casamento entre pessoas do mesmo sexo ainda não era permitido ou aceite por lei.

A 26 de setembro, o referendo foi aprovado por uma esmagadora maioria, sendo que esta nova lei vem por em pé de igualdade os casais do mesmo sexo e os casais heterossexuais, permitindo que adotem crianças juntos e tenham direito a que o cônjuge obtenha cidadania, se for esse o caso.