Sociedade

Covid-19 provocou mais 18 vítimas mortais em Portugal, o valor mais elevado desde agosto

Número de internados sobe há 16 dias consecutivos e é preciso recuar até agosto para encontrar um dia com tantas vítimas mortais. Incidência dispara e é superior a 220 novos casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias. 


Portugal registou, nas últimas 24 horas, 1.475 casos do novo coronavírus e 18 óbitos, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), divulgado esta segunda-feira. Número de internados sobe há 16 dias consecutivos e é preciso recuar até agosto para encontrar um dia com tantas vítimas mortais. Incidência de novos casos por 100 mil habitantes a 14 dias e rácio de transmissibilidade (RT) disparam.

A região de Lisboa e Vale do Tejo foi aquela onde se concentraram mais novas infeções: 497, mais 27 do que as 470 registadas no Norte. Juntas, as regiões concentram cerca de 65% do total de novos casos no país. Segue-se o Algarve com 176, o Centro com 159 e o Alentejo com 108. No arquipélago da Madeira há 62 novas infeções e no dos Açores 3.

Das 18 vítimas mortais, oito registaram-se em Lisboa e Vale do Tejo, quatro no Centro, duas no Norte, duas no Algarve e outras duas na Madeira. É preciso recuar até 9 de agosto, quando foram reportadas também 18 mortes, para encontrar um valor tão elevado.

Os valores da incidência e do rácio de transmissibilidade (RT) foram atualizados esta segunda-feira. Segundo o boletim da DGS, a incidência disparou e ultrapassou os 220 casos por 100 mil habitantes: em Portugal o valor é de 228,9 casos e de 228,8 quando analisado apenas o continente. De realçar que estes valores eram de 191,2 e 190,0, respetivamente, na atualização de sexta-feira.

Já o RT é de 1,19 a nível nacional e de 1,20 a nível continental, o que representa também um aumento em relação aos 1,17 e 1,18 reportados na última atualização.

O número de internamentos aumentou pelo 16.º dia consecutivo e ultrapassou as 600 camas ocupadas. Há agora 628 pessoas com sintomas da covid-19 internadas nos hospitais portugueses, mais 31 do que ontem. No que diz respeito a doentes graves, regista-se um ligeiro aumento: há 93 pessoas em UCI, mais quatro do que na véspera.

Portugal registou, desde o início da pandemia, 1.123.758 casos de SARS-CoV-2, 45.759 dos quais permanecem ativos – mais 799 – e 18.339 não resistiram. Nas últimas 24 horas, 658 pessoas recuperaram da doença, elevando o total para 1.059.660. Atualmente, as autoridades de saúde têm 44.930 contactos em vigilância, mais 1.179.

Consulte aqui o boletim na íntegra.