Cultura

Taylor Swift acusada de plágio no êxito 'Shake It Off'

Depois de um juiz ter recusado o pedido da cantora para que houvesse um julgamento sumário, a artista será julgada num tribunal de júri por acusações de plágio da letra da canção "Shake It Off".

 


Será um tribunal de júri que decidirá se a letra do êxito de 2014, "Shake it Off", é ou não uma cópia do tema "Playas Gon'Play" de 2001, do grupo 3LW, acrónimo para "3 Little Women".

As duas letras das canções apresentam variações das frases "os jogadores vão jogar" e "quem odeia vai odiar".

O caso já havia sido recusado pelo juiz Michael W Fitzgerald que considerou “que as letras eram demasiado banais para serem copiadas”. "As letras em questão são demasiado breves, pouco originais e pouco criativas para justificarem proteção ao abrigo da Lei dos Direitos de Autor", declarou o juiz.

Sean Hall e Nathan Butleros, compositores do tema em questão da banda 3LW, recorreram e um tribunal federal de recurso anulou a decisão, devolvendo o caso ao juiz Michael W Fitzgerald.

Por sua vez, Taylor Swift solicitou um julgamento sumário (uma decisão imediata de que não tinha infringido os direitos de autor). Contudo, na quinta-feira, o juiz recusou o seu pedido. 

"Embora existam algumas diferenças notáveis entre as obras, existem também semelhanças significativas no uso das palavras e na sequência/estrutura", escreveu o juiz, acrescentando que "o tribunal não pode atualmente determinar que nenhum jurado razoável possa encontrar uma semelhança substancial de fraseologia lírica, disposição de palavras, ou estrutura poética entre as duas obras".

Ainda não foi divulgada a data do julgamento. 

 

Os comentários estão desactivados.