Sociedade

Homem recorria à violência e sedava as crianças para as abusar sexualmente. Caso durou pelo menos 6 anos

O homem é cidadão estrangeiro e era familiar próximo das duas vítimas. Está agora em prisão preventiva. 


Um homem de nacionalidade estrangeira e com 43 anos foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) pela possível autoria de abusos sexuais a crianças ocorridos pelos menos há seis anos na Área Metropolitana do Porto. O detido recorria à violência física e psicológica durante os abusos e também as sedava para manter no obscuro o seu segredo. 

De acordo com um comunicado divulgado esta quinta-feira pela autoridade judiciária, o arguido é "familiar próximo das duas vítimas" e iniciou com os abusos quandos estas tinham entre "os seis e os sete anos, atualmente com 10 e 13 anos". O homem aproveitava o momento que ficava a cuidar das crianças no período noturno, quando "a progenitora retomou os estudos". 

A autoridade também apurou que o detido "abusava do consumo de bebidas alcoólicas" e "exercia alguma pressão/violência física e psicológica sobre as menores assim como as sedava para continuar as práticas abusivas com o silêncio das vítimas". 

"Os abusos foram sendo cometidos com as menores maioritariamente na casa de morada da família, mas também em locais isolados para onde as conduzia, fazendo-as crer que aqueles comportamentos eram normais embora lhes exigindo segredo", detalha a nota da PJ. 

O detido, cuja profissão é operário fabril, foi ontem presente a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

Os comentários estão desactivados.