Cultura

Tiago Pitta e Cunha é o vencedor do Prémio Pessoa 2021

Tiago Pitta e Cunha tem 54 anos e já dedicou mais de duas décadas da sua vida às políticas para os oceanos, tendo sido conselheiro sobre os assuntos do mar do antigo Presidente da República Cavaco Silva.


O especialista em assuntos marítimos Tiago Pitta e Cunha foi o vencedor do Prémio Pessoa 2021. O anúncio foi feito esta sexta-feira através de uma transmissão online. 

O júri do galardão foi composto por Francisco Pinto Balsemão, presidente, e por Emílio Rui Vilar, Ana Pinho, António Barreto, Clara Ferreira Alves, Diogo Lucena, Eduardo Souto de Moura, José Luís Porfírio, Maria Manuel Mota, Pedro Norton, Rui Magalhães Baião, Rui Vieira Nery e Viriato Soromenho-Marques.

"O Júri do Prémio Pessoa teve em consideração o rigor e a persistência de mais de duas décadas e meia dedicadas integralmente a trazer a importância do mar para a ribalta, para a agenda política e cultural nacional, europeia, global", sublinhou Francisco Pinto Balsemão durante o anúncio do vencedor do galardão, citado pela SIC Notícias. 

Tiago Pitta e Cunha tem 54 anos e já dedicou mais de duas décadas da sua vida às políticas para os oceanos, tendo sido conselheiro sobre os assuntos do mar do antigo Presidente da República Aníbal Cavaco Silva. Atualmente é o administrador executivo do Conselho da Administração da Fundação Oceano Azul. 

O vencedor recebe um prémio no valor de 60 mi euros, num iniciativa criada pelo semanário Expresso e pela Caixa Geral de Depositos, com o intuito de enaltecer a atividade dos cidadãos portugueses que fazem a diferença na vida cultural e científica do país. Já foram distinguidas 36 personalidades desde 1987, nas quais duas edições premiaram dois indivíduos em simultâneo. 

Os comentários estão desactivados.