Internacional

Índia proíbe instituição de caridade de receber fundos do estrangeiro

Pedido de licença dos Missionários da Caridade foi rejeitado. 


O governo indiano bloqueou a instituição de caridade de Madre Teresa de receber fundos do estrangeiro.

Aos Missionários da Caridade – iniciada por Madre Teresa em 1950 e que gere uma rede de abrigos em toda a Índia liderada por freiras para ajudar os pobres – foi negada a licença para continuar a receber fundos do estrangeiro, cortando assim recursos vitais da instituição.

A rejeição do pedido vem menos de duas semanas depois de adeptos hindus acusarem a instituição de caridade de realizar conversões forçadas para o cristianismo num lar para raparigas que dirige em Vadodara, no estado de Gujarat, chamado de Home for Girls (Casa para Meninas).

“A instituição envolveu-se em atividades para ferir os sentimentos religiosos dos hindus de forma intencional e com amargura”, alegou um relatório apresentado à polícia.

"As raparigas dentro da Casa para Meninas estão a ser atraídas a adotar o Cristianismo, obrigando-as a usar a cruz ao pescoço e também a colocar a Bíblia sobre a mesa do armazém utilizado pelas raparigas, a fim de as obrigar a ler a Bíblia... É uma tentativa de crime forçar a conversão religiosa sobre as raparigas".

Um porta-voz dos Missionários da Caridade rejeitou todas as acusações. "Não convertemos ninguém nem forçamos ninguém a casar com a fé cristã", disse.

Os comentários estão desactivados.