Sociedade

Aida Nova. Mais de 70 casos de covid-19 a bordo do navio cruzeiro atracado em Lisboa

Ocorreu, esta segunda-feira, o desembarque de aproximadamente 2.800 passageiros.


Depois de os passageiros do cruzeiro Aida Nova - que testaram negativo à covid-19 - terem começado, esta manhã de segunda-feira, a desembarcar do navio atracado no porto de Lisboa e ser transportados para o aeroporto de Lisboa para regressarem aos seus países, o processo que tivera início pelas 6h terminou por volta das 17h.

Assim, ocorreu o desembarque de aproximadamente 2.800 passageiros e, de acordo com informação veiculada pela agência Lusa, "durante o dia foram confirmadas mais nove infeções com o coronavírus da covid-19 entre os clientes do cruzeiro, elevando assim para 77 o total de casos a bordo, segundo os dados revelados à Lusa pelo capitão do porto de Lisboa e comandante local da Polícia Marítima de Lisboa, Diogo Vieira Branco".

Enquanto se sabe que os passageiros com teste negativo à covid-19 foram sendo desembarcados gradualmente para evitar aglomerações, os nove novos infetados - todos vacinados, assintomáticos ou com sintomas ligeiros da doença - "foram levados para uma unidade hoteleira para aí cumprirem o isolamento determinado pelas autoridades de saúde, o mesmo acontecendo com 12 familiares destas pessoas". É de lembrar que cerca de 60 passageiros com teste positivo ao novo coronavírus tinham já sido também levadas para hotéis nos últimas dias, para cumprirem o isolamento.

Recorde-se que, no domingo, a empresa do cruzeiro - que chegou à capital portuguesa no dia 29 de dezembro de 2021, com 4.197 pessoas a bordo, entre 1.353 tripulantes e 2.844 passageiros, de várias nacionalidades, maioritariamente alemã - pediu para oito tripulantes infetados ficarem a cumprir as quarentenas dentro do navio. Tal foi autorizado e Diogo Vieira Branco adiantou que o navio deverá seguir viagem às 20h de hoje. 

Os comentários estão desactivados.