Internacional

Enfermeira detida por fingir administrar vacina contra a covid-19

Indivíduos estavam a obter certificados falsos para poder entrar em restaurantes. 


A polícia italiana prendeu uma enfermeira, de 58 anos de idade, em Palermo, capital da ilha da Sicília, por ter fingido dar vacinas contra a covid-19 a ativistas anti-vacina para que estes pudessem beneficiar de certificados oficiais para viajar, aceder a bares, restaurantes e transportes públicos no país.

As autoridades utilizaram uma câmara oculta para filmar a enfermeira que trabalhava num centro de inoculação na capital siciliana. O vídeo, rapidamente publicado no sábado passado nas redes sociais, mostra a profissional de saúde aparentemente a carregar uma dose de vacina e depois esvaziar a seringa num lenço de papel antes de fingir injetá-la nos braços das pessoas.

Não é a primeira vez que uma enfermeira é presa em Itália por ter fingido dar vacinas. Dezenas de profissionais de saúde, incluindo pelo menos três médicos, foram acusados ou até investigados por suspeita de administrar vacinas falsas a pessoas nos últimos meses.

Os comentários estão desactivados.