Vida

Harry e Meghan podem vir a trabalhar para a família real em part-time

"Quando o Carlos for rei, poderão voltar e trabalhar a part-time para a realeza, que era o que realmente queriam", notou especialista real. 


Que Harry é apaixonado por Meghan Markle, já toda a gente sabe. Foram váris os gestos e declarações que o comprovam. Num evento recente, por exemplo, o duque de Sussex declarou que "as suas vidas tinham-se juntado por alguma razão".

O especialista real Tom Quinn afirmou até numa entrevista ao podcast 'To Di For Daily' que não há nada que Harry não fizesse por Meghan, com quem está casado há quatro anos: "Acho que está perdidamente apaixonado pela Meghan e quer fazê-la feliz".

Contudo, o mesmo acredita que, quando o príncipe Carlos foi rei, há a possibilidade de o casal regressar ao Reino Unido, onde trabalhará a tempo parcial para a realeza - uma proposta que foi recusada pela rainha Isabel II, mas acerca da qual Carlos de Gales tem uma opinião diferente.

"Quando o Carlos for rei, poderão voltar e trabalhar a part-time para a realeza, que era o que realmente queriam", notou. "Acho que a Meghan e o Harry esperam que o Carlos, o pai do Harry no final de contas, seja mais moderno e concorde", defendeu.

Segundo Quinn, o acordo seria o casal passar seis meses a trabalhar para a realeza e os outros seis nos Estados Unidos, investindo nos seus próprios projetos. 

"Não acho que o Harry e a Meghan queiram de facto estar sempre nos Estados Unidos e não fazerem parte da família real, apenas não querem estar sempre na realeza", completou. 

Os comentários estão desactivados.