Cultura

Morreu, aos 93 anos, Eunice Muñoz

Atriz expressou o desejo de ter as suas cinzas espalhadas num poço na Amareleja, onde brincava com o irmão.


Morreu, na noite desta sexta-feira, no Hospital de Santa Cruz, em Lisboa, Eunice Muñoz. A atriz tinha 93 anos. 

A notícia foi confirmada à agência Lusa pelo filho da artista.

Eunice Muñoz nasceu em 1928, na Amareleja, distrito de Beja, e completou em novembro 80 anos de carreira. 

A sua estreia aconteu a 28 de novembro de 1941, com a peça "Vendaval", de Virgínia Vitorino, no Teatro D. Maria II, em Lisboa, com a Companhia Rey Colaço/Robles Monteiro.

No seu sangue sempre correu arte, não fosse Eunice filha e neta de atores e artistas de circo. De acordo com a base de dados do Centro de Estudos de Teatro da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, entrou em perto de duas centenas de peças de teatro e trabalhou com cerca de uma centena de companhias. Já no âmbito da televisão e do cinema, terá participado em mais de oito dezenas de produções. 

No ano passado, a atriz foi condecorada pelo Presidente da República com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada, cerca de três anos depois de ter recebido a Grã Cruz da Ordem de Mérito.

Numa entrevista dada, em 2011, ao programa Alta Definição, da SIC, disse acreditar que estaria em paz quando partisse, sublinhado, contudo, que sentia "saudades por antecipação" do que viveu.

"Primeiro que tudo viver é muito bom. Como sou católica e convicta, parto do princípio que vou estar em paz. Mas, de qualquer modo, fico com muitas saudades disto tudo que estou a viver. Saudades por antecipação. Estou a pensar no que vou sentir. Viver, de qualquer modo, é sempre muito bom".

Na mesma entrevista, Eunice Muñoz expressou a sua vontade de ter as suas cinzas espalhadas num poço, na Amareleja, onde brincava com o irmão:

"Ainda não falei com os donos da casa para que eles autorizem, mas já deliberei isso ao meu filho António".

Foram já, entretando, várias as personalidades a recordar a atriz e a lamentar a sua partida. 

Augusto Santos Silva, presidente da Assembleia da República, deixou a sua mensagem na rede social Twitter:

"Deixou-nos há pouco Eunice Muñoz, a inigualável senhora dos palcos portugueses. Sem ela, a nossa cultura teria sido mais pobre. Honremos a sua memória, continuando a celebrar o teatro".

Através do Facebook, o ator Ruy de Carvalho partilhou um vídeo onde surge a dançar com colega, escrevendo: "Minha irmã, minha amiga, partiste sem me despedir. Tu serás eterna".

Também Fernanda Serrano, Jorge Gabriel, Rita Salema e João Baião foram alguns dos que, através das redes sociais, homenagearam a atriz, partilhando memórias e agradecimentos.

 

 

 

Os comentários estão desactivados.