Sociedade

Prisão preventiva para mulher detida em Lisboa devido a um caso de violência doméstica

Detida viu companheiro com uma pessoa no carro e começou a pontapear a porta da viatura. Depois, acabou por dar um golpe no braço desta pessoa, sendo necessário tratamento médico. 


Uma mulher de 44 anos foi detida pelo Comando Metropolitano de Lisboa da Polícia de Segurança Pública (PSP), no passado dia 21 de abril, por suspeitas da prática do crime de violência doméstica. 

De acordo com um comunicado enviado às redações pela autoridade, "a suspeita, descontrolada ao ver o seu companheiro com outra pessoa no interior do veículo daquele junto da residência, numa atitude agressiva começou a pontapear a porta do mesmo", tendo, de seguida, entrado na residência, "cuja porta se encontrava entreaberta e começou a partir vários objetos, como loiça, mobília, etc.".

A detida, pegou posteriormente "numa faca de cozinha e avançou em direção à vítima tentando agredi-la".

No local, explica a PSP, encontrava-se uma outra pessoa que, ao tentar acalmar a suspeita, acabou por sofrer um golpe no braço, feito pela agora detida, tendo ficado com um ferimento profundo ao qual teve que receber tratamento médico.

Quando a autoridade chegou foi informada por transeuntes de que a suspeita se encontrava no interior da residência, local onde procederam à sua detenção. 

A arma utilizada na agressão encontrava-se no interior da residência, tendo sido apreendida.

Segundo a PSP, "após a detenção da suspeita, num trabalho de cooperação entre os Polícias da 4.ª Divisão Policial e da Divisão de investigação Criminal, foram recolhidos os relatos das testemunhas e os meios de prova associados à ocorrência".

A detida terá depois sido conduzida às instalações policiais onde permaneceu, sob detenção, até à sua apresentação à autoridade. Nesse momento foi-lhe aplicada a medida de coacção de prisão preventiva.

Os comentários estão desactivados.