Internacional

Duas mulheres detidas num aeroporto do Panamá com cocaína escondida em perucas

Este será um “novo modo” de traficar estupefacientes naquele país.


Duas mulheres colombianas foram detidas, esta sexta-feira, por tentarem voar para Espanha com cocaína escondida debaixo de perucas no Aeroporto Internacional de Tocumen, no Panamá.

Este será um “novo modo” de traficar estupefacientes naquele país, indicou a procuradora Xiomara Rodriguez, através de uma publicação na conta da Procuradoria-Geral do Panamá na rede social Twitter.

A primeira mulher a ser encontrada tinha “68 embalagens cilíndricas pretas contendo pó branco” presos entre o cabelo natural e uma peruca. Horas mais tarde, o Ministério Público do Panamá anunciou a detenção de “uma segunda mulher”, também da mesma nacionalidade e que se destinava igualmente a Espanha, com “67 pacotes de drogas” escondidos debaixo de uma peruca.

O Panamá é o país da América Central que mais facilita a entrada de droga proveniente da América do Sul, principalmente da Colômbia, maior produtor mundial de cocaína, com destino aos Estados Unidos, maior consumidor mundial desta droga.

No entanto, as autoridades da América Central registaram um aumento significativo do tráfico de droga para a Europa, sobretudo a partir de portos das Caraíbas.

Os comentários estão desactivados.