Sociedade

Dívidas da mãe da menina que morreu em Setúbal estariam ligadas com bruxaria

Criança terá sido vítima de maus-tratos, acabando por morrer na segunda-feira.

Dívidas da mãe da menina que morreu em Setúbal estariam ligadas com bruxaria

DR  


As dívidas da mãe da criança que, esta segunda-feira, foi raptada e morta em Setúbal estarão, alegadamente, ligadas a "consultas" de bruxaria.

A mãe da vítima estaria com problemas na sua relação com o marido e, por isso, ter-se-á entregue a rezas de uma mulher que lhe permitiriam salvar a relação. Esta foi cobrando dinheiro, acumulando até um dado ponto em que a mãe da criança deixou de pagar, escreve a CNN Portugal. A agora detida terá atraído a mulher para um último encontro e aconselhou a mulher a levar a sua filha, que ficaria a brincar com a neta, da mesma idade, durante a "consulta". Terá sido aí que a menina, Jéssica Biscaia, foi raptada. 

A criança de três anos sofreu depois várias agressões nos dias em que esteve raptada - pelos agora detidos, a mulher, Tita, o marido, Justo, e a filha, Esmeralda, de 27 anos - até ao momento em que a criança deu sinais físicos de que não conseguia resistir, a mulher contactou a mãe para a ir buscar.

Em comunicado, divulgado na manhã desta quinta-feira, a Polícia Judiciária (PJ) revela que identificou e deteve um homem de 58 anos e duas mulheres, uma de 52 e outra de 27 anos, "por sobre eles recaírem fortes indícios da prática dos crimes de homicídio qualificado, ofensas à integridade física grave, rapto e extorsão" na sequência da morte de Jéssica.

"Os detidos serão presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas", informa ainda a declaração. 

De acordo com a CNN Portugal, as mulheres ficaram detidas no estabelecimento prisional de Tires, tendo o homem passado a noite na prisão junto à sede da Polícia Judiciária em Lisboa. Os três serão levados esta quinta-feira ao tribunal de Setúbal.

Os comentários estão desactivados.