Cultura

Autorretrato inédito de Van Gogh com orelha esquerda foi descoberto atrás de outra pintura na Escócia

A obra foi encontrada graças a um estudo radiográfico de uma tela que data o ano de 1885. Nela, podemos ver a orelha esquerda que o pintor cortou em 1888.

 


Segundo a Galeria Nacional da Escócia, em Edimburgo, um autorretrato inédito do pintor Vincent Van Gogh, com a orelha esquerda intacta, foi encontrado atrás de uma outra tela do pintor holandês.

A obra foi descoberta graças a um estudo de raios-X da tela Retrato de uma Mulher Camponesa, feita em 1885 por Van Gogh, antes de uma exposição sobre o Impressionismo no Museu Escocês.

De acordo com o El Mundo, o retrato foi encontrado no verso da tela, “coberto por camadas de cola e papelão”, que parecia ter sido colocado “diante de uma exposição no início do século XX”.

"Quando vimos o raio-X pela primeira vez , é claro que ficamos muito animados!", contou Lesley Stevenson, curador sénior da Galeria Nacional da Escócia.

"Momentos como estes são incrivelmente raros!", revelou Frances Fowle, curadora da Galeria.

Van Gogh é conhecido por ter reutilizado tecidos para economizar dinheiro. O autorretrato em questão mostra um homem barbudo sentado que usa um chapéu e um lenço ao pescoço. A sua orelha esquerda, que o pintor cortou em 1888, é perfeitamente visível.

Na exposição em Edimburgo, aberta de 30 de julho a 13 de novembro, os visitantes poderão ver a obra, reproduzida por radiografia.

Agora, de acordo com o jornal espanhol, os conservadores de obras terão de estudar  a melhor forma de  remover a cola para separar as duas pinturas sem danificá-las. 

Os comentários estão desactivados.