No Meio de Nós

Há mais Igreja para lá…

É verdade que temos feito ao longo dos séculos muitas coisas mal! É verdade que os nossos pecados têm ofuscado a presença de Cristo nos seus membros. No entanto, quantas coisas maravilhosas advieram do cristianismo?

Há mais Igreja para lá…

A seletividade de muitos temas da vida da Igreja por parte da comunicação social é tão parcial que até faz doer alma. Apetece dizer que há mais Igreja para lá das notícias!

A Igreja Católica tem problemas com casos de abusos sexuais de menores? Tem… Como pelos vistos muitas outras instituições…

Sem desprezar esta purificação que está a ser levada a cabo pelos últimos Papas e de forma particular pelo Papa Bento XVI e o Papa Francisco, que têm conhecido melhor a realidade interna da Igreja, importa abrir o conhecimento da realidade da própria Igreja.

É verdade que temos feito ao longo dos séculos muitas coisas mal! É verdade que os nossos pecados têm ofuscado a presença de Cristo nos seus membros. No entanto, quantas coisas maravilhosas advieram do cristianismo?

Quem inventou o sistema universitário como o conhecemos hoje? Os escolásticos da Idade Média! Sim, é verdade, a universidade como sistema de aprendizagem para uma massa de pessoas e não apenas para uma reduzida elite eclesiástica começou na Igreja Católica.

Os sistemas de assistência hospitalar e de saúde começaram dentro da própria Igreja. O estudo da própria astronomia e do próprio corpo humano começou dentro da própria Igreja… 

E hoje? Sim, também hoje a ação da Igreja vai muito além da liturgia que eleva o coração do homem. 

Estive a ver o que acontece no Sri Lanka e, mesmo sendo uma pequena comunidade, os cristãos têm agido de uma forma incrível… as pessoas não têm acesso às coisas mais básicas e a Igreja Católica tem-se organizado para auxiliar os que precisam.

O Sudão recebeu a visita de um legado do Papa Francisco para poder mediar e animar a que os homens se possam encontrar e superar a crise criada ali há muitos anos.

Na Ucrânia existem milhões de católicos e de instituições que não saíram do país nem diminuíram a sua atividade, mas continuam a animar os muitos homens e mulheres que perderam tudo.

Os refugiados que chegam à Polónia estão a ser muitos deles acolhidos pelo Estado mas também por muitas congregações religiosas e muitas comunidades católicas de simples fiéis.

Porque os muitos pecados que temos na Igreja (e garanto que não há cá ninguém que não os tenha) acompanhados pela fé são tantas vezes transformados e renovam a vida de muitos homens… 

É verdade que hoje a Igreja tem um deságio enorme que, provavelmente, irá desembocar num novo Concílio: redefinir a sua missão no meio deste mundo. 

Não é que o Vaticano II já esteja totalmente cumprido, mas a verdade é que as mudanças na vida humana e no mundo são tão grandes que, seguramente, a Igreja terá de, no futuro, simplificar a sua obra e de eleger algumas ações privilegiadas de Cristo no meio do mundo que iluminem a vida dos homens.

A Igreja, no passado, como hoje, aparece, como Cristo, como uma Luz potente capaz de iluminar o caminho dos homens. Tal como o Povo de Israel que saiu da escravidão do Egito era guiado por uma coluna de fogo durante a noite, assim a Igreja hoje deve trazer ao mundo esta coluna de fogo que ilumine o caminho daqueles que caminham na escuridão e estão a sair da escravidão. 

A evidência dos nossos pecados ofusca a missão esplendorosa da Igreja, mas a verdade é que, ao consultarmos as Escrituras, percebemos que o Evangelho é ainda hoje mais necessário na vida dos homens do que em muitos dos séculos passados.

Os comentários estão desactivados.