Internacional

David Trimble, Nobel da Paz pelo histórico acordo na Irlanda do Norte, morre aos 77 anos

Trimble ajudou a construir o grande acordo de paz de 1998 que acabou, em grande parte, com 30 anos de conflito na Irlanda do Norte.


Morreu, esta segunda-feira, o ex-primeiro ministro da Irlanda do Norte, David Trimble, que recebeu o Prémio Nobel da Paz. Tinha 77 anos. 

"É com grande tristeza que a família de Lord Trimble anuncia que ele faleceu pacificamente hoje cedo após uma curta doença", disse o Partido Unionista do Ulster (UUP), em comunicado, sem fornecer mais detalhes sobre sua morte.

Trimble ajudou a construir o grande acordo de paz de 1998 que acabou, em grande parte, com 30 anos de conflito na Irlanda do Norte, ganhando o Nobel em conjunto com o seu homólogo do Partido Social Democrata e Trabalhista (SDLP, na sigla em inglês), John Hume. Ao longo das décadas de conflito, morreram cerca de 3.500 pessoas. 

"Um gigante político, um político corajoso, um sindicalista convicto e um amigo", disse Doug Beattie, atual líder da UUP, através do Twitter, acrescentando que era "um homem de coragem e visão".

Após o acordo,Trimble exerceu o cargo de primeiro-ministro da Irlanda do Norte, ao lado do vice-líder do SDLP, Seamus Mallon, como vice-primeiro-ministro.

Também Brandon Lewis, que renunciou ao cargo de secretário da Irlanda do Norte do governo do Reino Unido no início deste mês, considerou-o "um estadista brilhante e funcionário público dedicado", deixando ainda as seguinte palavras: "O seu legado como arquiteto do Acordo da Sexta-feira Santa viverá para sempre".

 

 

Os comentários estão desactivados.