Cultura

Morreu a atriz Eileen Ryan com 94 anos

Era mãe de Sean Penn e teve uma carreira de quase 60 anos.  


Morreu a atriz norte-americana Eileen Ryan, este domingo, em Malibu, Califórnia, nos Estados Unidos da América (EUA), anunciou a imprensa internacional. Tinha 94 anos. 

A artista, com uma carreira de quase 60 anos, participou em várias séries, como "Bonanza", "A Quinta Dimensão", "Studio One", "Goodyear Playhouse", "The Detectives", "Matlock", "NYPD Blue" e "Men of a Certain Age", tendo também passado pelo cinema, nomeadamente "Magnólia", "Conflitos no Inverno", "Julgamento em Berlim", "Lar, Doce Lar... às Vezes", "A Promessa", "A Minha Mãe, Eu e a Minha Mãe", "O Assassínio de Richard Nixon", "Todos os Homens do Rei", "O Bicho", "A Shape of Error", "A Força do Amor" e "Unidos pelo Sangue".

A atriz icónica foi mãe de outros dois atores, Sean Penn, 62 anos, e Chris Penn, que morreu em 2006 aos 40 anos de idade, e do músico Michael Penn, 64 anos.

Ryan teve um casamento duradouro, de 41 anos, com o ator e realizador Leo Penn. O casal conheceu-se em Nova Iorque, em 1957, na sequência dos ensaios da peça "The Iceman Cometh", e durou até à morte de Penn, em 1998. 

Além do longo portfólio de televisão e cinema, Eileen Ryan também esteve na Broadway com "Sing Till Tomorrow" de 1953 a 1954 e depois novamente em 1958 com "Comees a Day".

 

Os comentários estão desactivados.