Sociedade

Morreu Keith Levene, fundador dos Clash e dos PiL, aos 65 anos

O músico morreu em Nordflok, no Reino Unido, e as causas da morte ainda não são conhecidas, mas sabe-se que Levene sofria de cancro hepático.  


Keith Levene, guitarrista e membro fundador dos Clash e dos Public Image Ltd (PiL), morreu na sexta-feira passada, aos 65 anos. 

 A notícia foi dada através das redes socias pelo escritor Adam Hammond. “Ele era um dos guitarristas mais inovadores, audazes e influentes de todos os tempos.Tentou criar um novo paradigma musical e, com John Lydon e Jah Wobble, conseguiu-o. O trabalho dele nos nove minutos de ‘Theme’ definiu o que a música alternativa devia ser”, pode ler-se. 

O músico morreu em Nordflok, no Reino Unido, e as causas da morte ainda não são conhecidas, mas sabe-se que Levene sofria de canco hepático.  

O início da sua carreira começou nos anos 70, e foi em 1976 que os icónicos Clash nasceram, ao lado de Mick Jones e de Joe Strummer, que na altura tinha a sua própria banda – The 101ers.  

O artista acabou por sair das futuras lendas do ‘punk’ antes sequer de terem gravado um único álbum, e, ao lado de John Lydon, formou os PiL, tendo também abandonado a banda.  

Já nos anos 80, juntamente com a sua mulher, a jornalista Shelly da Cunha, mudou-se para Los Angeles, nos Estados Unidos da América (EUA), onde fundou uma empresa. 

 

 

O músico chegou a produzir maquetas para os Red Hot Chili Peppers e também lançou o seu primeiro álbum a solo, “Violent Opposition”, com membros daquela banda californiana. 

Os comentários estão desactivados.