Vida

Morreu o astronauta Walter Cunningham

O últmo sobrevivente do  Apollo 7, primeiro voo do Programa Apollo da agência norte-americana, morreu em Houston, Texas, na madrugada de terça-feira aos 90 anos


Walter Cunningham, o últmo sobrevivente do Apollo 7, primeiro voo do Programa Apollo da agência norte-americana, morreu em Houston, Texas, na madrugada de terça-feira aos 90 anos.

“Na Apollo 7, o primeiro lançamento tripulado da missão Apollo, Walter Cunningham e os seus companheiros fizeram história, abrindo caminho para a Geração Artemis que vemos hoje”, explicou o diretor da NASA, Bill Nelson, em comunicado.

Cunningham fez parte da equipa de 1968, em que durante 11 dias foi testada a capacidade de atracagem e permanência no espaço.

Com Walter M. Schirra, Jr. e Donn F. Eisele, testou as manobras necessárias para o acoplamento da órbita lunar.

A equipa completou com sucesso oito testes, segundo a NASA. O módulo caiu em 22 de outubro de 1968, no Oceano Atlântico.

A missão, que, segundo a Agência Espacial Norte-Americana, foi fulcral para o Homem chegar à Lua, no ano seguinte, acabaria por valer aos astronautas um Emmy. O prémio, por norma atribuído a programas e profissionais de televisão, foi dado à tripulação por ter permitido a primeira transmissão televisiva ao vivo das atividades a bordo, no espaço.

Na NASA, Walter Cunningham dirigiu a filial Skylab do Flight Crew Directorate e aposentou-se da agência espacial em 1971, onde continuaria a dirigir várias atribuições técnicas e financeiras.

 

Os comentários estão desactivados.