Brilhante ou frustrante?

iSimples

Interagir com o GPT3 é fácil: basta descrever o que procura ou precisa, e é devolvido conteúdo informativo, linhas de código, fontes de informação e muito mais

iSimples

Em junho de 2020, a OpenAI (empresa de pesquisa em Inteligência Artificial) lançou o GPT3 (Generative Pre-training Transformer 3). Para quem não conhece, é uma rede neural de linguagem natural desenvolvida pela OpenAI que tem ganho mediatismo ultimamente. Para além de ser capaz de gerar texto e realizar tarefas de processamento de linguagem natural de maneira impressionante, vem lançar para o leque de ferramentas de todos uma chave mestra.

Interagir com o GPT3 é fácil: basta descrever o que procura ou precisa, e é devolvido conteúdo informativo, linhas de código, fontes de informação e muito mais. Para que o leitor tenha uma ideia mais clara do seu valor, com o GPT3, é possível realizando tarefas de forma mais rápida e simplificada.

No atendimento ao cliente, por exemplo, os chatbots poderão atender rapidamente as dúvidas e solicitações dos usuários, oferecendo uma experiência mais agradável e eficiente. Na saúde, ajudar os pacientes a encontrar informações sobre doenças e tratamentos, além de auxiliar no acompanhamento de pacientes crónicos.

Na educação, poderá ser utilizado como professor virtual, oferecendo aulas e exercícios personalizados para cada estudante.

Na minha opinião, este é um ótimo exemplo do potencial da tecnologia na melhoria da qualidade de vida das pessoas, e na redução de desigualdades. Trata-se do acesso por parte do leitor a um assistente virtual incansável, que lhe providencia conteúdo e executa tarefas até um certo grau de complexidade por si.

Através deste chat, já presenciei um colega de trabalho que nunca escreveu uma única linha de código automatizar a recolha de informação de um website para um documento excel; discussões filosóficas relativamente complexas serem abordadas de forma prática e com cariz recomendatório por parte da tecnologia; e a um familiar compreender de forma simples a interpretação de uma lei internacional. No entanto, é importante lembrar que o GPT3 ainda é uma tecnologia em desenvolvimento e pode apresentar algumas limitações.

Além disso, é preciso considerar os possíveis impactos. Naturalmente, esta ferramenta contribui para a gradual substituição de alguma mão de obra, bem como para o aumento da autonomia dos pequenos negócios, empresários ou especialistas. Contudo, estou seguro de que oferece mais e melhor valor acrescentado para as futuras gerações. É possível agora, mais do que nunca, focar a educação superior e a especialização em áreas e competências de difícil domínio por partes das ‘máquinas’. O valor humano está, pelo menos para já, no trato humano, na criatividade, na personalização e na conceção de conceitos abstratos e complexos, que penso humildemente serem ‘mares turbulentos’ para a tecnologia nas próximas décadas.

Em resumo, o GPT3 tem o potencial de transformar diversas áreas e tornar a vida do leitor mais fácil e conveniente. No entanto, é preciso avaliar cuidadosamente os seus impactos e garantir que seu uso seja ético e responsável. Uma ferramenta na pessoa errada é uma arma, na pessoa certa é um grande passo para a comunidade. Explore!

Os comentários estão desactivados.