Internacional

Spotify vai despedir 600 trabalhadores

Investimento feito foi mal calculado e demasiado ambicioso para a realidade, justifica CEO.


A plataforma de streaming de música Spotify anunciou, esta segunda-feira, que vai reduzir o número de funcionários em 6%, o que equivale a cerca de 600 funcionários.

De acordo com o CEO, Daniel Ek, o investimento feito foi mal calculado e demasiado ambicioso para a realidade e, por isso, a empresa é obrigada a despedir funcionários. 

Atualmente, o Spotify emprega cerca de 9.800 pessoas. Da lista de despedimentos, constam nomes como o da diretora de conteúdos e comercial, Dawn Ostroff.

A gigante da música junta-se assim a uma longa lista de tecnológicas que estão a fazer cortes no número de funcionários. A Apple, a Google, a Microsoft, a Amazon e o Twitter fazem parte do rol de empresas que dispensou funcionários nos últimos meses.

Os comentários estão desactivados.