Sociedade

Advogado de José Sócrates foi defensor no Caso FUP/FP-25

O advogado João Araújo, que esta manhã apresentou-se como defensor de José Sócrates no Campus de Justiça, em Lisboa, é um veterano que na década de 1980 representou réus do Caso FUP/FP-25”.

Araújo defendeu na ocasião dois dos arguidos - Humberto Dinis Machado e Maria Helena Pereira -, ambos acusados de envolvimento com aquele grupo terrorista conotado com organizações partidárias de extrema-esquerda, principalmente com a Frente de Unidade Popular (FUP).

“Trata-se de um excelente advogado”, segundo comentou ao SOL o advogado Artur Marques, que também representou acusados no mesmo processo envolvendo, entre outros, Otelo Saraiva de Carvalho.

O Caso FUP/FP-25 levou a vários julgamentos no Tribunal de Monsanto, por atentados à bomba, homicídios, assaltos à mão armada a dependências bancárias e a repartições de finanças na década de 1980.