Vida

Verdades e mitos sobre o que pode afectar a qualidade dos espermatozóides

Para os homens que querem ter filhos a produção de espermatozóides é importante. De facto, há comportamentos que podem ser prejudiciais, mas há também alguns mitos sobre o assunto. O site Everyday Health perguntou a vários especialistas de fertilidade sobre o fundamento de alguns deles. Veja quais os verdadeiros e falsos.

Verdade: Portáteis no colo

Em termos de contagem e qualidade do esperma, há alguma evidência de que um portátil com ligação Wi- Fi pode ser prejudicial. A revista Fertility and Sterility publicou um estudo em que foram recolhidas amostras de 29 homens. Metade foram armazenadas junto de um portátil com ligação wireless e outra sem qualquer contacto com a rede. A conclusão é que o esperma junto do computador tinha menos mobilidade e mais alterações de ADN, o que pode afectar a fertilidade. De acordo com o urologista da Clínica Wake Forest Baptist, Ryan Terlecki, o calor do portátil também pode ter influência na qualidade do esperma. “Está comprovado que o calor tem a capacidade de afectar negativamente os parâmetros do sémen”, explica.

Falso: Consumo de refrigerantes

Se já ouviu que os corantes e o alto teor de cafeína dos refrigerantes são prejudiciais à fertilidade masculina, saiba que se trata de um mito. “Não há nenhuma relação documentada entre a infertilidade e a cafeína ou corantes ", explica David Tourgeman, endocrinologia e especialista em medicina reprodutiva. Há muitos motivos para evitar refrigerantes, mas a qualidade esperma não parece ser um deles.

Falso: Jacuzzis

É verdade que o calor está relacionado com a contagem de espermatozóides e a sua qualidade, mas para que estar no jacuzzi seja prejudicial à fertilidade é preciso estar lá horas a fio diariamente, explica Robert Kaufmann, endocrinologia da Clínica Baylor All Saints em Waco, Texas. “Há efectivamente uma associação entre o calor dos jacuzzis na zona genital masculina e a diminuição de espermatozóides, mas a sua utilização moderada não provoca qualquer problema”, conclui.

Falso: Cuecas ou boxers justas

Diz-se que cuecas ou boxers justas afectam o esperma. Mito urbano, garantem os médicos. “Muitas mulheres convenceram os maridos a trocar cuecas por boxers largos, mas não era preciso”, explica Robert Kaufmann. “A ideia de que as cuecas mantêm o escroto a temperaturas elevadas e prejudicam o esperma não tem fundamento, porque o calor provocado não é suficiente para causar danos”.

Verdade: andar de bicicleta

Infelizmente para os entusiastas do ciclismo, parece existir mesmo uma evidência de que andar frequentemente de bicicleta pode provocar alterações na qualidade do esperma. Um estudo com ciclistas espanhóis demonstrou que tinham menor qualidade de esperma e uma contagem de espermatozóides mais reduzida do que os desportistas de outras modalidades. “Há mais estudos que mostram estas conclusões, nomeadamente com ciclistas de alta competição. Mas é ainda necessária uma pesquisa mais abrangente”, explicam os especialistas.

Verdade: Telemóveis no bolso das calças

As notícias sobre a relação entre telemóveis e qualidade do esperma não são boas. Um artigo da University of California analisou as conclusões de vários estudos sobre o assunto. Oito em nove deles demonstram impacto negativo no esperma dos homens que usam os telemóveis perto da zona genital, principalmente aqueles que o guardam nos bolsos das calças.

Verdade: Contacto constante com recibos

O menos falado, mas com algum fundamento, é o contacto com os recibos que saem das caixas registadoras usadas no comércio. O culpado é o bisfenol-A, conhecido por BPA, que em contacto com a pele mais de 10 segundos provoca uma transferência de 2,5 microgramas desta substância para o organismo. Do BPA sabe-se que é uma espécie de desregulador endócrino e pode ter consequências na fertilidade masculina quando há exposição a grandes quantidades. “Porém, apesar desta evidência, não há estudos suficientes para concluir que ter recibos nos bolsos possa afectar o esperma. Mas é razoável que os homens que trabalham em estabelecimentos comerciais lavem as mãos depois de mexer nos recibos”, explica David Tourgeman.

Verdade: Fumar

O consumo de tabaco afecta a saúde em diversas frentes e a fertilidade não é excepção. Estudos demonstram uma maior probabilidade de problemas na contagem e qualidade dos espermatozóides em fumadores, assim como alterações genéticas do esperma.