Economia

NOS avança com operação de cisão e cria NOS Inovação

A Nos registou, na passada sexta-feira, uma operação de cisão das suas actividades, um processo que passa pela criação de uma nova sociedade, a NOS Inovação.

A empresa liderada por Miguel Almeida refere no documento entregue na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa que a operação terá lugar através da cisão de uma parcela do património da Nos Comunicações para a constituição de uma nova sociedade.

Para a NOS Inovação será transferido o património afecto à Direcção de Desenvolvimento de Produto, que inclui a Plataforma IRIS.

O património a transmitir para a nova sociedade tem um montante superior a 25,3 milhões de euros. A NOS SGPS será a accionista única da NOS Inovação, cujo capital social será de 50 mil euros, representado por 50 mil acções com valor nominal de um euro.

A NOS Inovação terá por objecto: “a realização e a dinamização de actividades cientificas e de investigação e desenvolvimento, bem como, a demonstração, divulgação, transferência de tecnologia e formação, nos domínios dos serviços e sistemas de informação e de soluções ficas e móveis de última geração, de televisão, internet, voz e dados; o licenciamento e a prestação de serviços de engenharia e consultoria na área das tecnologias de informação, comunicação e electrónica, no mercado nacional e internacional”.

Os documentos anexos ao registo da operação revelam que serão transferidos 31 colaboradores para a NOS Inovação.

A Zopt, holding que integra a Sonaecom e a empresária Isabel dos Santos, é a principal accionista da NOS, nome que assumiu a fusão Zon Optimus.

Recorde-se que recentemente Isabel dos Santos tentou adquirir a PT SGPS, mas garantiu que continuará alternativas com o objectivo de criar uma operadora de telecomunicações à escala lusófona.

sandra.a.simoes@sol.pt