Politica

Rui Tavares abandona BE e passa a independente

Depois da guerra de palavras e acusações entre Rui Tavares e o líder do Bloco de Esquerda, o eurodeputado passa a independente e abandona o Bloco de Esquerda.

numa nota à imprensa divulgada em bruxelas, rui tavares, independente que havia sido eleito em 2009 para o parlamento europeu integrado nas listas do bloco de esquerda, diz que perdeu a «confiança pessoal e política no coordenador nacional» do partido, tornando-se assim «impossível» continuar integrado na delegação bloquista, pelo que passou à condição de independente integrado no grupo dos verdes europeus.

o conflito entre tavares e louçã começou quando o coordenador do be colocou uma mensagem no facebook em que culpa rui tavares por ser fonte em duas notícias nas quais estava escrito que os quatro fundadores do bloco foram luís fazenda, miguel portas, francisco louçã e daniel oliveira, quando ao invés deste último deveria estar o nome de fernando rosas. «explicou depois o jornalista que tinha sido levado ao engano por uma informação de uma conversa com rui tavares», escreveu louçã na mensagem.

rui tavares, eurodeputado pelo be, reagiu com uma nota de imprensa na qual exige um pedido de desculpas a louçã. «como é evidente, nunca disse a qualquer jornalista, ou a qualquer pessoa, em privado ou em público, que daniel oliveira fosse um dos quatro fundadores do bloco de esquerda, e jamais omitiria o nome de fernando rosas para o substituir fosse por quem fosse».

sol com lusa