Politica

Isabel Moreira para Carrilho: ‘Nós no PS não brincamos à violência doméstica com os nossos militantes’

Isabel Moreira saiu em defesa de José Sócrates depois de Manuel Maria Carrilho, ex-ministro da Cultura, admitir em entrevista ao DN, que António Costa devia propor a expulsão de Sócrates do partido.

“Parece que o homenzinho acha que o PS devia expulsar Sócrates”, começa por escrever a deputada socialista na sua página no Facebook. Isabel Moreira entende que "esta opinião arrotada não traz qualquer embaraço para o PS mas para quem a arrota” e garante que “o PS, como todos os partidos, sabe que nem um condenado perde direitos políticos”.

E continua, recordando o passado de Carrilho, nomeadamente os alegados actos de violência doméstica praticados contra Bárbara Guimarães, apresentadora de TV, com quem era casado. “Já o Sr. Carrilho, desejoso de fazer esquecer ao mundo a lama de indignidade em que se enfiou, pensa que produzindo lama se salva. Não se salva. Nós no PS não brincamos à violência doméstica com os nossos militantes”, clarifica.

Manuel Maria Carrilho saltou hoje para as edições online dos jornais depois de admitir em entrevista ao DN, a propósito do lançamento do seu mais recente livro ‘Pensar o que lá vem’, que a eventual condenação do ex-primeiro-ministro socialista deverá levar António Costa, líder do PS, a propor a expulsão de Sócrates do partido a única possibilidade, defende, para “redimir o PS aos olhos do país”.

Carrilho defende que PS expulse Sócrates