Sociedade

Milhões nas contas de Santos Silva pagavam casa a filho de Silva Pereira

Apesar da complexidade dos circuitos financeiros, o Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP) suspeita que, das contas da Suíça, além dos 2,8 milhões de euros para comprar o apartamento de luxo em Paris, saiu ainda dinheiro para sustentar Sócrates e os que o rodeavam. 

Desde o arrendamento de uma casa em Paris para o seu filho e de outro apartamento para o filho do seu antigo número dois no Governo, Pedro Silva Pereira.

Além destas despesas, há registos de que as mesmas contas foram usadas para comprar telemóveis (três mil euros) que Sócrates ofereceu como prendas de Natal e ainda para pagar tratamentos dentários a familiares.

Estes são alguns dos detalhes que constam no acórdão do Tribunal da Relação que rejeitou o recurso da defesa sobre a especial complexidade e que o e que o SOL revelou hoje na sua edição impressa.

MP acredita que empresas de Santos Silva lucraram 24 milhões

Sócrates e Santos Silva eram 'accionistas ocultos' de direitos televisivos de futebol

carlos.santos@sol.pt

felicia.cabrita@sol.pt