Economia

Taxa turística no Porto? É uma hipótese

Lisboa já aplica esta taxa desde o início do ano e Vila Real de Santo António vai começar a aplicar em janeiro de 2017.

O presidente da câmara do Porto, Rui Moreira, já veio admitir que poderá introduzir as taxas turísticas no concelho para "atenuar a pegada turística na cidade" ou para comprar imóveis que a autarquia "não quer que sejam destinados ao turismo". "Acho que a taxa, a ser criada, devia ser usada para atenuar a pegada turística na cidade ou adquirir edifícios que a câmara pretende que não sejam destinados ao turismo", afirmou Rui Moreira, na reunião camarária pública desta terça-feira.

Para o autarca, esta questão "deve ter um grande consenso" e deve ter em consideração "o que se passou em Lisboa" ou em outros locais onde a taxa é aplicada.

Recorde-se que, a câmara de Lisboa começou a aplicar a taxa turística a partir de 1 de janeiro de um euro por cada noite de estadia na cidade, com um limite de sete euros. Nessa altura, a autarquia previa arrecadar cerca de sete milhões até ao final deste ano. No entanto, este valor deverá ser atualizado, já que desde maio, a plataforma de alojamento local, a Airbnb, também passou a cobrar esta taxa.

Também a câmara de Vila Real de Santo António vai começar a aplicar a taxa turística a partir de janeiro de 2017, mas prevê um desconto de 50% para maiores de 60 anos, na época baixa.