odebrecht

Grupo Odebrecht paga cinco milhões para não ir a julgamento na Operação Monte Branco

Felícia Cabrita