Sociedade

Chefe de posto dos CTT desviava dinheiro dos clientes

O Ministério Público acusa a antiga chefe do posto dos correios de Vermoim, Maia, de ter desviado pelo menos 60 mil euros dos clientes dos CTT.


Segundo o Jornal de Notícias, a suspeita terá angariado clientes para contratos de aplicações financeiras, forjando depois pedidos de resgate em nome dos signatários e ficando com o dinheiro.

Uma das vítimas é um idoso, entretanto falecido, que perdeu pelo menos 36.500 euros. A herdeira reclama agora uma indemnização de 89 mil euros.