Cultura

Alive: 20 ocorrências médicas na primeira hora e meia

O festival Alive, que abriu portas há cerca de hora e meia, registou já 20 ocorrências médicas, disse à fonte da Cruz Vermelha Portuguesa (CVP).


Segundo a mesma fonte, "nenhum dos casos foi grave, tratou-se de hipoglicemias, hipertensão, hipotensão, tudo devido às elevadas temperaturas que se registam".

A mesma fonte recomendou alguns cuidados a ter, como manter-se hidratado, usar chapéu e cremes protectores solares.

O tempo quente e o ambiente foram precisamente os factores que atraíram um grupo de jovens belgas ao festival.

"O sol, o mar aqui tão perto, o cartaz e o ambiente que se vive levou-nos a vir este ano ao Alive", disse Lars, que não deu o apelido, de 18 anos.

As forças de segurança, nomeadamente bombeiros e elementos da Polícia de Segurança Pública (PSP), não registaram quaisquer ocorrências, desde a abertura, estando "as entradas a proceder-se de forma habitual e sem grandes ajuntamentos", disse um elemento da PSP.

Entre as marcas que apoiam o festival, uma delas está a oferecer precisamente chapéus de aba larga de cor branca, que são muito procurados.

Lusa/SOL