Sociedade

Médias dos exames do secundário negativas a História e a Matemática

As médias dos exames nacionais do ensino secundário na 1.ª fase foram negativas a História A, com 9,2, e a Matemática A, com 7,8, e ambas desceram em relação ao ano lectivo anterior, foi hoje divulgado.

Segundo os dados divulgados pelo Ministério da Educação e Ciência (MEC), as reprovações aumentaram tanto a História A, representando 15% do total dos exames, quando tinham sido 11%, em 2013, e a Matemática A foram 22%, quando no ano passado se situaram em 20%.  

A nota média de História A desceu ligeiramente este ano (tinha sido 9,9 em 2013), e a de Matemática A também (8,2 em 2013).

Os exames finais nacionais do ensino secundário foram realizados em 644 escolas em Portugal Continental e nas Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira, assim como nas escolas no estrangeiro, com currículo português.

Das 350.543 inscrições registadas, foram realizadas 321.955 provas por alunos internos e externos, o que corresponde a cerca de 92% do total.

Na avaliação dos resultados, o MEC aponta que as classificações da 1.ª fase dos exames finais nacionais "evidenciam, na generalidade, uma melhoria relativamente aos anos anteriores".

Globalmente, ainda segundo o MEC, registou-se um aumento da classificação média em treze disciplinas e uma redução nas restantes, com subidas das notas médias a Biologia e Geologia, com 10,7 (8,1 em 2013), e uma descida significativa nas reprovações nos exames, de 16% no ano passado, para 8% este ano.

Também na disciplina de Português se verificou uma subida da nota média, com 10,7 (8,9 em 2013) e uma descida igualmente significativa das reprovações no exame, de 10% no ano passado, para 5% este ano.

A Física e Química A, embora a média tenha subido - de 7,8 em 2013, para 8,8 este ano -, continua negativa, e as reprovações desceram de 24% para 19%, mantendo-se uma das disciplinas com mais "chumbos", tal como a Matemática.

Em Geometria Descritiva A, a média foi negativa (9,9), registando uma ligeira descida em relação ao ano passado, que tinha sido positiva (10,2), e as reprovações subiram de 13% para 14%.

Nas línguas estrangeiras, a média mais elevada foi para o Inglês (12,7), seguindo-se o Espanhol (12,1), o Francês (11.9) e o Alemão (11,4).

Entre as 23 disciplinas sujeitas a exame nacional, a que registou um maior número de provas realizadas foi a de Português, com 70.953 provas, logo seguida pela de Biologia e Geologia, com 51.953 provas, e a de Física e Química A, com 50.863 provas.

Estas notas dos exames nacionais do ensino secundário referem-se às médias totais, que incluem as notas dos alunos internos e externos.

Os valores médios totais das notas apresentam, na generalidade, valores ligeiramente mais baixos do que as notas médias dos alunos internos, nas diferentes disciplinas, excepto a Alemão, em que o valor médio total é 11,4, enquanto o valor médio dos alunos internos é 11,3.

Lusa/SOL