Economia

Ricardo Salgado responde a Carlos Costa

O antigo presidente executivo do BES, Ricardo Salgado, reiterou hoje "todas as afirmações" que fez na sua audição na comissão de inquérito à gestão do banco e do GES, e sublinhou estar "perfeitamente disponível" para voltar ao parlamento.

"Reitero todas as afirmações que fiz na minha audição perante a comissão parlamentar de inquérito", sublinhou o antigo banqueiro, em carta endereçada ao presidente da comissão e distribuída aos deputados da mesma, missiva essa a que a agência Lusa teve acesso.

Salgado realça que "ainda no decurso" da sua audição, "precisamente às 18h48", alguns órgãos de comunicação social "divulgavam já uma carta" do governador do Banco de Portugal (BdP), Carlos Costa, em reacção às palavras do antigo presidente do BES, que continuaria a falar até às 19h14.

O governador refutou então as afirmações feitas por Ricardo Salgado sobre a alegada aceitação de Amílcar Morais Pires para futuro presidente da Comissão Executiva do banco.

"Permanecerei inteiramente disponível para regressar à comissão parlamentar de inquérito, por forma a prestar - de forma directa e pessoal - todos os esclarecimentos adicionais, caso assim venha a ser entendido pelos senhores deputados", escreveu hoje Salgado.

E acrescentou: "Nunca me foi transmitido que seria inidóneo para o exercício do cargo de administrador do grupo BES. Caso assim tivesse sido, teria, imediatamente, cessado funções".

Lusa/SOL