Economia

Sana compra BBC e Piazza di Mare

O Grupo Azinor, dono dos hotéis Sana, comprou o restaurante Piazza di Mare e o BBC - Belém Bar Café, em Lisboa, junto ao Rio Tejo. Os espaços serão remodelados e reabrirão em breve.

“O investimento inicial que iremos desde já realizar na reformulação dos conceitos e dos dois espaços rondará os seis milhões de euros”, avança ao SOL Carlos Silva Neves, administrador da Azinor.

O ex-Piazza di Mare está em fase de remodelações ao nível da arquitectura e do conceito. Deverá tornar-se num restaurante de inspiração italiana, com espaço lounge, sessões com DJ e esplanada. Já na ex-discoteca e bar BBC, o grupo planeia criar um espaço para realizar eventos, com uma agenda regular de iniciativas e noites temáticas.

“Esta é uma aposta para continuar. Cada vez mais o nosso grupo está preparado para inovar e criar novos conceitos, em especial nas áreas da restauração e de eventos, que pretendemos desenvolver ao nível nacional e internacional”, continua Carlos Silva Neves.

Com 16 unidades em Portugal, Angola e Alemanha, o grupo Sana segmenta o seu portefólio em seis submarcas, consoante o posicionamento e público-alvo. Integrados nas suas unidades - mas com marcas próprias - tem ainda 20 restaurantes, 25 bares, quatro spa e três centros de congressos.

“Decidimos criar, de uma forma autónoma, conceitos inovadores, modernos e com alma, em locais distintos dos nossos empreendimentos hoteleiros que, por si, possam atrair uma clientela mais vasta”, realça o administrador. E exemplifica com a futura inauguração do Switch em Lisboa. Este supper club - um restaurante que funciona também como bar - já existe em Luanda e abrirá em breve em Portugal.

Nos próximos meses, a empresa deverá ainda inaugurar o Evolution Lisboa, no Saldanha. Será o seu décimo hotel na cidade e introduzirá o conceito Evolution, muito virado para a tecnologia, num investimento de 40 milhões de euros.

Nos últimos anos, a aposta tem recaído também nos hotéis de luxo, com a abertura de unidades com a submarca Epic em Lisboa, Luanda e Albufeira, e do Myriad, na Torre Vasco da Gama. Nestas três últimas, o grupo investiu cerca de 240 milhões de euros e criou 500 empregos. Em 2014, o grupo Sana facturou 108 milhões de euros, mais 15% do que em 2013.

ana.serafim@sol.pt