Tecnologia

Miúdo de 14 anos surpreendeu especialistas mundiais em defesa e segurança informática

A história que vamos contar aconteceu em Julho passado e só agora foi revelada, o que prova a preocupação tanto das autoridades americanas como da indústria automóvel. Num encontro de cinco dias no Michigan, Estados Unidos, um miúdo de 14 anos surpreendeu todos os participantes ao controlar um carro à distância só com alguns artigos comprados numa loja.


As instalações da Delphi, na cidade de Troy, acolheram de 13 a 18 de Julho um evento que juntava especialistas informáticos, engenheiros, executivos da indústria automóvel e até membros das agências federais norte-americanas de Transportes, Defesa ou Segurança Interna. Para trazer ‘sangue novo’ ao encontro e espicaçar as mentes dos mais novos, o CyberAuto Challenge incluía também estudantes do ensino secundário e universitário.

Foi deste último grupo que chegou a maior surpresa do encontro, revelada esta semana pela Delphi. Os estudantes participavam em formações, conferências e reuniões com os vários especialistas, sendo desafiados a pôr em prática os conhecimentos obtidos em alguns carros incluídos no evento também. Um desses jovens, de apenas 14 anos e cujo nome não foi revelado, destacou-se de forma inesperada.

Deram-lhe o desafio de tentar entrar no sistema informático de um dos carros, podendo contar com dicas de engenheiros e especialistas. O rapaz dispensou a ajuda e saiu para ir a uma loja de artigos electrónicos, onde gastou 15 dólares (13 euros) em produtos. Trabalhou durante a noite e no dia seguinte, com o dispositivo que criou, conseguiu controlar o automóvel, cuja marca ou modelo também não foram revelados.

Limpa pára-brisas, luzes, fecho das portas, botão da ignição, rádio e música através do seu iPhone – com o curioso detalhe que ‘sintonizou’ o piscar das luzes com o ritmo da música que saía das colunas – foram apenas algumas coisas que o estudante conseguiu controlar à distância.

Já há vários casos de hackers que conseguiram controlar carros, fazendo-os andar até, mas os especialistas presentes no CyberAuto Challenge não queriam acreditar na facilidade e rapidez com que o jovem conseguiu a proeza. Concluíram no final que a segurança informática dos automóveis é uma questão bem mais urgente do que pensavam. Na verdade, um carro já não é um carro, é um computador com rodas.

emanuel.costa@sol.pt

Os comentários estão desactivados.