Desporto

Chegou ao fim o reinado de Blatter

Joseph Blatter não resistiu aos escândalos de corrupção que atingiram a FIFA e anunciou esta terça-feira, em conferência de imprensa, que se demite da liderança do organismo que rege o futebol mundial, quatro dias depois de ter sido reeleito para um quinto mandato.

"Apesar de ter sido apoiado nas eleições, esse apoio não é partilhado por todos. Por isso ponho a minha demissão à disposição. Tomo esta decisão para limpar a imagem da FIFA, que necessita de uma profunda reestruturação", explicou Blatter, que sucedeu em 1998 ao brasileiro João Havelange, e encontra-se há 17 anos no cargo.

Além de colocar o lugar à disposição, o suíço, de 79 anos, pediu ainda ao Comité Executivo para convocar um congresso extraordinário para eleger um sucessor, que deverá ser realizado entre Dezembro de 2015 e Março de 2016. 

"É um desafio para o Comité Eleitoral, que terá de eleger o meu sucessor. Espero que avalie os conhecimentos e as habilidades dos candidatos, que são necessárias para prosperar neste cargo. Estou muito comprometido com a FIFA e por isso tomei esta decisão. Estou muito agradecido a toda a gente que me permitiu ser presidente. Por isso, muito obrigado à FIFA como instituição e a todos os adeptos do futebol mundial", acrescentou Blatter, que se irá manter no cargo até ser encontrado o novo líder do organismo.

hugo.alegre@sol.pt