Desporto

À terceira será de vez?

Em 1996 registou-se um empate sem golos. E em 2007 o marcador assinalou 1-1. Portugal nunca ganhou na Arménia e hoje (17h, RTP 1) tentará inverter a história para seguir firme na rota do Europeu de 2016.

A terceira visita a esta antiga república da ex-União Soviética surge em final de temporada e já com o 'modo férias' em vias de ser activado - Cristiano Ronaldo foi dos que já teve direito a uns dias -, mas por outro lado Fernando Santos teve o privilégio pouco habitual de ter trabalhado com vários jogadores durante quase duas semanas.

O estágio que decorreu no Jamor e depois em Tbilissi, na Geórgia, deu mais tempo ao seleccionador para preparar um jogo que pode deixar Portugal ainda mais confortável na corrida ao Euro-2016. Depois da derrota com a Albânia na primeira jornada, ainda com Paulo Bento, a Selecção das quinas arrancou para três vitórias consecutivas sob o comando de Fernando Santos e entrou nos lugares que dão acesso directo à fase final. No novo formato de qualificação, as duas primeiras de cada grupo ficam automaticamente apuradas, assim como a melhor terceira classificada de todos os grupos - as restantes jogam um playoff de repescagem.

Para o duelo de hoje na Arménia, Portugal não vai contar com os habituais defesas titulares Bosingwa e Pepe. Nos seus lugares devem surgir Cédric Soares e Bruno Alves e é possível que Fernando Santos proceda a uma terceira alteração no onze, mas por opção técnica, com Quaresma em vez de Nani.

Itália antes das férias

Depois do jogo oficial no Leste Europeu, a equipa nacional fecha a temporada com um jogo particular na cidade suíça de Genebra, frente à Itália. Será uma oportunidade para o seleccionador observar outros jogadores em acção e justificar a convocatória alargada de 25 jogadores.

Daniel Carriço e Bernardo Silva são estreias absolutas entre os convocados, mas também André André, Danilo Pereira ou Pizzi aguardam a sua vez para mostrarem serviço ao seleccionador.

rui.antunes@sol.pt