Internacional

Tsipras recusa "ultimatos e chantagem"

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, recusou hoje "os ultimatos e a chantagem" a que considera estar a ser sujeito pelos seus parceiros europeus, denunciando a pressão a que se sente submetido para aceitar um acordo.


A Europa, salientou, "não foi fundada sob chantagem e ultimatos. Especialmente nestas horas cruciais, ninguém tem o direito de colocar em perigo estes princípios".

Tsipras falava em conferência de imprensa no final do Conselho Europeu, dominado pelo problema financeiro da Grécia, apesar de este não estar na agenda oficial.

Lusa/SOL

 

Os comentários estão desactivados.